Breaking News

Publicidade

Plants vs. Zombies for 50% OFF. New customers only. Use coupon NEW50 at checkout
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

14 de dezembro de 2011

Professores avaliam games em aulas.

 
    Jogos pela mudança, esse é o título do evento que desde 2004 vem movimentando a cena Gamer propondo a criação de jogos que abordem problemas sociais, políticos e econômicos do mundo contemporâneo, com o objetivo de conscientizar, agregar informação e fazer brotar a autonomia necessária para fazer com que o estudo por conta própria se torne um hábito prazeroso. Desde sua estreia em 2004 o Games for Change já conquistou o apoio de acadêmicos, fundações, desenvolvedores e ONGs, mais fortemente nos EUA.
   Com jogos ambientados no Oriente Médio para ensinar geografia e história ou jogos onde se pode controlar a construção de uma cidade para que o jogador entenda o conceito da sustentabilidade no dia a dia. São esses os exemplos de jogos que aparecem no Games for Change que aconteceu nesse mês de dezembro de 2011 em São Paulo.
"O G4C defende que jogos eletrônicos podem ser fortes ferramentas de educação e conscientização social", disse Gilson Schwartz o coordenador do evento.
     O G4C deu origem a vários jogos que têm como pano de fundo os problemas do mundo moderno, um exemplo é o premiado Global Conflict, que faz com que o jogador reflita sobre temas como meio ambiente e democracia. Esse e outros games totalmente excelentes são disponibilizados no site oficial do evento.
     Interessado no conteúdo da oficina "Brincriação - a imaginação dos jovens e o poder criativo dos games", um professor do estado de São Paulo diz que leciona suas aulas de inglês com a ajuda dos videogames: "Não tem ferramenta mais eficaz. Uso jogos de dança e de aventura, onde digo em inglês o que quero que as crianças façam. Elas aprendem muito rápido".
"A escola precisa acordar e utilizar a lógica dos games nas aulas. Eles têm tudo o que é necessário para os estudantes se engajarem", disse a pesquisadora e professora doutora da PUC-SP, Lucia Santaella.
   "Esse foi apenas o primeiro G4C no Brasil. Esperamos que o evento ajude a firmar a ideia de games como instrumento de ensino no Brasil", afirma Schwartz,  professor da USP e curador do Games for Change no Brasil.
     Que essas e outras iniciativas tecnológicas nos ajudem a evoluir cada vez mais, assim todos ganhamos mais XP sempre.

2 comentários:

Brasil disse...

Séria foda isso ai

Eu aprendi inglês praticamente com meus games de rpg

austin disse...

ótima matéria brother!...

minha base de inglês tmb eh tda proveniente dos games e info,igual ao do camarada acima, e que hj fazendo curso de inglês vejo que esta sendo de grandeeeeee utilidade...sem sacanagem...

Featured Posts

About Us